Este blog tem a pretensão de ser um espaço democrático destinado à publicação de textos, informações, artigos científicos, divulgação de eventos e comentários a respeito dos campos da Educação do Campo de Senhor do Bonfim e região, com ênfase aos estudos e conhecimentos pedagógicos locais. O blog é coordenado pelo Prof. José Carlos R.Feitosa (reisfeitosa@hotmail.com), a partir do exercício de sua função como educador e estudioso do fazer pedagógico. Sejam bem vindos!

sábado, 31 de agosto de 2013


Escola Municipal Cândido Félix Martins

Memorial de Gestão

Gestor: José Carlos Reis Feitosa

Período: 2009 a 2010

          Desde 8 de dezembro de 2008 que um grande passo na educação de Senhor do Bonfim foi dado, fazendo cumprir a Lei que institucionaliza a obrigatoriedade da presença de uma gestão democrática nas instituições de  Ensino publico do Brasil, a Escola Municipal Candido Félix juntamente como as demais escolas Municipais de Senhor do Bonfim neste dia elegeram seus gestores, ambos escolhidos pelos alunos, professores, funcionários e comunidade.

         Este processo eleitoral teve como base legal o Artigo 206, IV, da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Artigo 3º, VIII, da Lei Federal nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

         Na Escola Candido Félix o eleito foi o Professor José Carlos Reis Feitosa, professor da instituição desde o ano de 2000 e que neste sucinto memorial apresentará todas as suas realizações, apontando os avanços e as dificuldades enfrentadas para o exercício de seu mandato.

         Logo no primeiro ano o professor de acordo com seu plano de ação iniciou seus trabalhos destacando as seguintes realizações:

1ª) Criação de um slogan que elevasse a confiança, a caracterização e sobre tudo a auto-estima da escola. Ficou eleito a frase “Escola Cândido Félix Martins, uma escola Viva e Capaz”. A eleições ocorreu através dos responsáveis pelos alunos ainda no período da matricula e por toda comunidade através de enquete postada na comunidade do Orkut da Escola;

2ª) Escolha do Escudo da escola realizado pelo mesmo processo do item anterior;

3ª) Desenvolvimento do Projeto Resgatando Valores que tinha como principal objetivo melhorar a indisciplina da escola e a redução da violência vivenciada na escola;

4ª) Criação da Farda escola;

5ª) Realização da Primeira Jornada Educativa na escola, momento e que a escola parou para avaliar sua missão e seus objetivos e buscar alternativa para o planejamento do ano que se iniciava e também promovendo a integração e a afetividade entre os funcionários da escola;

6ª) Sensibilização para o devido uso do fardamento na escola, sendo uma das tarefas mais difíceis de ser conquistada mas que ao término do mandato 90 % dos alunos estavam usando o fardamento;

7ª)  Criação da Comunidade e Orkut da Escola para melhor socializar os eventos da escola;

8ª) Criação do espaço destinado a Secretaria da escola com a organização de toda documentação escolar;

9ª) Criação do espaço para sala dos professores, pois não havia esse espaço.

10ª) Arrumação dos livros destinados a pesquisa dos alunos;

11ª) Aquisição de ventiladores para professores, secretaria e direção;

12ª)  Registro e acompanhamento dos alunos com problemas de indisciplina na escola, feita através da criação de cadernos de advertências;

13ª) Desenvolvimento do Projeto que comemorou os 40 anos da Escola Cândido Félix Martins;

14ª) Desenvolvimento do Projeto Círculos de Avaliação;

15ª) Incentivo a participação do Programa Pró-info na escola;

16ª) Desenvolvimento das ações do PDE Escola de 2009;

17ª) Compra de mesas para professores todas de chapa de aço para uma maior durabilidade na escola, uma vez que as ultimas de madeira só duraram três meses;

18ª) Criação do grupo de Hip Rop da escola e participação em vários eventos promovidos pela Semec;

19ª) Festejo dos aniversariantes da escola por semestre. Momento de integração, entrosamento e lazer para os funcionários;

          Para o ano seguinte, o gestor continuou com todas as ações desenvolvidas em 2009 e algumas outras foram acrescentadas:

1ª) Informatização de todas as dependências da escola;

2ª) Distribuição do sinal de internet por todas as dependências da escola;

3ª) Aquisição de quadros brancos para todas as salas de aula;

4ª) Criação de Transferências digitalizadas para os alunos;

5ª) Desenvolvimento da maioria das ações do PDE Escola de 2010;

6ª) Participação nos festejos do aniversário da cidade e 7 de setembro, com desfile cívico. (Neste ultimo foi  a única escola municipal a participar);

7ª) Realização da II Jornada Educativa com o Tema “Maravilha é Minha Família”;

8ª) Participação e envolvimento na reforma da escola com sugestões e providencias necessárias ao andamento da obra; etc

          Pelo elencado acima, observa-se que foram muitas as ações desenvolvidas ao longo desses dois anos. Acreditamos que tudo que foi realizado foi de grande valia e que se não fosse a colaboração de toda a equipe nada teria sido feito com total êxito. O papel do gestor nada mais é que o de incentivar, motivar e organizar o trabalho. A parceria foi fundamental!

          Contamos com ótimos professores profissionais que mediante os projetos não mediram esforços para que tudo desse certo. E o apoio dos demais funcionários, como a equipe da cantina  e secretaria foi fundamental.

          Entretanto em meio a tantas realizações também foram encontrados alguns obstáculos e que aqui se faz jus também elencar. Todo trabalho humano se depara com possibilidades e com dificuldades, e as dificuldades na gestão de José Carlos foram tidas como obstáculos que deveriam ser enfrentados com a mesma determinação e boa vontade que se tinha para realizar os planos e sonhos.

          Ficaram muitas coisas ainda a ser concluídas, porem o tempo foi curto e rápido, por isso ficará também exposto ao final deste alguns sonhos que as futuras gestões ainda poderão fazer acontecer.

           Administrar uma escola de médio porte, com mais de 500 alunos e quase 40 funcionários, em uma comunidade tida como difícil, exigia um mínimo de formação necessária a função, era preciso também a doação, o envolvimento, o carisma, a simpatia e a cumplicidade. Sem contar com os ranços que ao longo dos 40 anos da escola vinham sendo cultivados.

          Aqui algumas das dificuldades encontradas:

  • Falta de apoio da Secretaria municipal, sobretudo no primeiro ano de gestão. Ficou nitidamente exposta a falta de apoio da secretaria quando a escola realizava seus projetos e nem sempre era bem atendida e apoiada;
  • Alguns funcionários sem um certo compromisso em suas funções, faltava responsabilidade e amor ao que faziam. Tínhamos professores que faltavam constantemente, mesmo com justificativas mas que não deixavam atividades para os alunos, outros que tinham um belíssimo trabalho a ser realizado na comunidade e que lhe garantia um reconhecimento e valorização desta, mas que não ousavam tentar, e exemplo as aulas de informática;
  • Participação de professores em cursos fora da escola a no horário de aulas, dificultando as aulas, pois não tínhamos professores substitutos na escola;
  • Problemas com a reforma da escola que se prolongou e afetou nossos trabalhos, para se ter uma idéia passamos todo o primeiro semestre com apenas um banheiro para todos da escola e tínhamos uma poeira enorme,  alguns professores adoeciam constantemente em virtude dessa reforma;
  • Dificuldade de entendimento sobre a falta de acompanhamento dos pais na escola; uma grande parte dos pais não compareciam a escola para acompanharem seus filhos;
  • Uma das maiores dificuldades encontradas foi também a falta de uma mesma linguagem entre coordenação e direção, sobretudo na postura re inter-relações com os funcionários. Isso dificultou em muito alguns trabalhos. Enquanto o gestor dava uma ordem a coordenação desfazia e em muitos momentos a coordenação atuou como direção sem a devida combinação deste, isso atrapalhava e muito a gestão escolar;
  • A função de coordenação nem sempre ocorreu. Em virtude talvez do envolvimento desta, nas ações de gestão, os projetos e acompanhamentos dos alunos e professores dentro do fazer pedagógico ficou a desejar.
  • Havia muito coleguismo e amizades demasiadamente forte, havendo um grande conflito na tomada de decisão da coordenação, pois misturavam muito as relações;
  • Pra finalizar nos últimos meses a coordenação se juntou a alguns professores com o intuito de tirar a autonomia da direção e promover a campanha da futura gestora da escola. Fazendo os alunos ficarem contra a direção e a escola ficou sem a força do gestor. Pra isso acontecer, houve a conquista dos alunos através de inúmeros passeios promovidos pela coordenação da escola, onde os alunos uma vez motivados para esses passeios, o diretor não pode estar contra estes em virtude de ainda pleitear a candidatura para gestor e também precisar do apoio destes.

          Gostaria de aqui também externar minha indignação sobre as eleições de gestor da escola, como diretor tive a oportunidade de fazer a observância de cada perfil dos profissionais ao qual liderei e em meio a tantas pessoas capacitadas nenhuma desejou  conduzir os trabalhos...Foi uma pena pois a escola e comunidade perdeu. Aqui meu ponto de vista sobre o processo eleitoral que julguei falho.

         Na escola foi conduzido de uma forma desleal e antiética, se é Gestão Democrática porque os pais não puderam votar? Porque que a amizade e a conveniência ficaram acima do desejo de ver a escola melhorar?

         Houve uma união forte e descomprometida com a melhoria da qualidade da educação da comunidade em que a escola esta inserida, a única chapa existente não presenteou proposta para a comunidade, usou-se de apenas as aulas para apresentar propostas que fizeram os alunos se mobilizarem contra o atual gestor que ainda tinha o desejo de concorrer, pois seus planos ainda não estavam concluídos, promessas que não dependiam da gestão para serem executadas e vários passeios foi o que mais aconteceu nesse processo de campanha, coincidência? , as datas desses passeios culminarem com os dias que antecediam a eleição !!!, (são muito bons passeios, festa, alegria e lazer-boa estratégia !). Passeios em que ninguém da outra chapa se sentiu a vontade em participar, pois já existia a intencionalidade  da promoção liderada pela coordenação pedagógica da escola (supra liderança também da campanha eleitoral) e as atitudes de repudio dos alunos( imaturos nesse processo) para com o tratamento aos atuais gestores  que hora tinham a pretensão de concorrem. resultado!  a maioria dos alunos votaram a favor da única chapa, talvez por não tiverem a condição de escolha, isso também com os atuais educadores que estavam na escola. essa parte desse memorial tem a pretensão de apenas ser uma critica ao atual sistema de eleição, onde se por ventura analisarem os princípios éticos e legais que perpassam o tema democracia  e participação verão que não é assim que escola avançará, nossos alunos em uma grande maioria ainda não estão preparados para essa difícil escolha, tirar a oportunidade dos pais de votarem (esses que são os legítimos responsáveis pelas crianças e adolescentes), fere os princípios de democracia, não apresentar a toda comunidade os planos e propostas e confrontá-las com um concorrente é não dar o direito de escolha. Acredito que a comissão organizadora do processo eleitoral deva atuar nas escolas em que há apenas uma chapa, sendo a concorrente, apontando a possibilidade de liberdade do aluno e demais eleitores  do voto em branco ou nulo, assim a secretaria terá como nas suas competências indicar um gestor que julgado capaz possa estar a frente da escola. 

        Finalizo este acrescentando apenas essa fala de Amyr Klink:  "Descobri como é bom chegar quando se tem paciência. E para se chegar, onde quer que seja, aprendi que não é preciso dominar a força, mas a razão. É preciso, antes de mais nada, querer." Traduzindo um pouco do que eu fui nesta instituição onde procurei dentro da razão, com paciência, coragem e força de vontade dar o melhor de mim e também com um agradecimento especial a Deus por todo o sucesso alcançado, pois sem ele nada seria possível e aos colegas que contribuíram com seus apoios e dedicações. Cada um foi importante nesse processo e espero que Nossa Escola que representa uma comunidade tão carente e promissora continue nessa linha de evolução e engrandecimento alcançado neste meu mandato.

          Que a nossa escola continue sendo uma escola VIVA E CAPAZ !

Abraço a todos e boa sorte !

 

José Carlos Reis Feitosa

Gestor 2009 e 2010
INDIGNAÇÃO NO PROCESSO DE ELEIÇÃO PARA GESTOR EM 2010 EM SENHOR DO BONFIM



Gostaria de aqui externar minha indignação sobre as eleições de gestor da escola, como diretor tive a oportunidade de fazer a observância de cada perfil dos profissionais ao qual liderei e em meio a tantas pessoas capacitadas nenhuma desejou  conduzir os trabalhos...é uma pena pois a escola e comunidade perde. aqui meu ponto de vista sobre o processo eleitoral que julguei falho. na escola foi conduzido de uma forma desleal e antiética, se é gestão democrática porque os pais não puderam votar? porque que a amizade e a conveniência ficaram acima do desejo de ver a escola melhorar?  houve uma união forte e descomprometida com a melhoria da qualidade da educação da comunidade em que a escola esta inserida, a única chapa existente não presenteou proposta para a comunidade, usou-se de apenas as aulas para apresentar propostas que fizeram os alunos se mobilizarem contra o atual gestor que ainda tinha o desejo de concorrer, pois seus planos ainda não estavam concluídos, promessas que não depende da gestão para serem executadas e passeios foi o que mais aconteceu nesse processo de campanha, coincidência né?, as datas desses passeios culminarem com os dias que antecediam a eleição !!!, (são muito bons passeios, festa, alegria e lazer-boa estratégia). asseios e que ninguém da outra chapa se sentiu a vontade em participar, pois já existia a intencionalidade  da promoção liderada pela coordenação pedagógica da escola (supra liderança também da campanha eleitoral) e as atitudes de repudio dos alunos( imaturos nesse processo) para com o tratamento aos atuais gestores  que hora tinham a pretensão de concorrem. resultado!  a maioria dos alunos votaram a favor da única chapa, talvez por não tiverem a condição de eco lha, isso também com os atuais educadores que estão na escola. esse texto tem a pretensão de apenas ser uma critica ao atual sistema de eleição, onde se por ventura analisarem os princípios éticos e legais que perpassam o tema democracia  e participação verão que não é assim que escola avançará, nossos alunos em uma grande maioria ainda não estão preparados para essa difícil escolha, tirar a oportunidade dos pais de votarem (esses que são os legítimos responsáveis pelas crianças e adolescentes), fere os princípios de democracia, não apresentar a toda comunidade os planos e propostas e confrontá-las com um concorrente é não dar o direito de escolha, acredito que a comissão organizadora do processo eleitoral deveria atuar nas escolas em que há apenas uma chapa, sendo a concorrente, apontando a possibilidade de liberdade do aluno e demais eleitores  do voto em branco ou nulo, assim a secretaria teria como nas suas competências indicar um gestor que julgado capaz possa estar a frente da escola. 
ESCOLA CANDIDO FELIZ MARTINS
FIM DE ANO 2010 - GESTÃO DE JOSÉ CARLOS


Novos caminhos

O nosso caminho é feito Pelos nossos próprios passos... Mas a beleza da caminhada... Depende dos que vão conosco! Assim, neste NOVO ANO que se inicia, embora eu esteja deixando a Escola, que possamos caminhar mais e mais juntos... Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ, SAUDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR. O ano se finda e tão logo o outro se inicia... E neste ciclo do "ir" e "vir" O tempo passa... e como passa! Os anos se esvaem... E nem sempre estamos atentos ao que Realmente importa. Deixe a vida fluir E perceba entre tantas exigências do cotidiano... O que é indispensável para você! Ponha de lado o passado e até mesmo o presente! E crie uma nova vida... um novo dia... Um novo ano que ora se inicia! Crie um novo quadro para você! Crie, parte por parte... em sua mente... Até que tenha um quadro perfeito para o futuro... Que está logo além do presente. E assim dê início a uma nova jornada! Que o levará a uma nova vida, a um novo lar... E aos novos progressos na vida! Você logo verá esta realidade, e assim encontrará A maior Felicidade...e Recompensa... Que o ANO NOVO renova nossas esperanças, E que a estrela crística resplandeça em nossas vidas} E o fulgor dos nossos corações unidos intensifique A manifestação de um ANO NOVO repleto de vitórias! E que o resplendor dessa chama Seja como a tocha Que ilumina nossos caminhos Para a construção de um futuro, repleto de alegrias! E assim tenhamos um mundo melhor! À todos vocês companheiros(as) que temos o mesmo ideal, Amigos(as) que já fazem parte da minha vida, Desejo que as experiências próximas de um ANO NOVO Lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas. Muita Paz em seu contínuo despertar!
ESCOLA CANDIDO FELIZ MARTINS
FIM DE ANO 2009 - GESTÃO DE JOSÉ CARLOS

Aluna Destaque 2° lugar 2009

Aluna destaque 2º lugar 2009
 
 
Aluna Destaque noturno 1º lugar 2009

Professora Destaque 2009

Aluna Destaque  1º lugar 2009

 
Professora Destaque 1º lugar 2009

Família destaque 2009

Professora destaque 2º lugar 2009
 
 
 
 


II Jornada Educativa da Escola Municipal Cândido Felix Martins

Tema:
 

Senhor do Bonfim, fevereiro de 2010
 
LOCAL: EMCFM
PÚBLICO ALVO:  Funcionários, alunos , professores, pais 
PERÍODO:  04 à 05 de março de 2010
1. Justificativas:
       Em 2009, nossa escola começou a repensar sua prática educativa motivada por uma nova forma de gestão onde a coletividade se fez presente. Foi um ano de vitorias, más vitórias que não se efetivaram na íntegra, pois o tempo para os resultados na educação não é imediato. Como educadores, passamos a ter um novo olhar sobre a educação na comunidade, um novo olhar para nossos alunos e também sobre a forma de convivermos.
       Administrar a Escola Municipal Cândido Félix Martins, com a participação coletiva de toda comunidade escolar é um desafio. Tivemos bons resultados, más, ainda precisamos de uma ampliação e conseqüentemente  de aprimoramentos.
        Nossa escola mudou em alguns aspectos sim, citamos:
*  Uso de um fardamento escolar onde favoreceu o controle da entrada de estranhos no espaço escolar, o uso de roupas indiscretas e inapropriadas, trazendo harmonia e beleza para o ambiente;
*   Melhoria no comportamento escolar, ou seja a violência diminuiu consideravelmente na escola;
  A freqüência teve um maior controle, muitos alunos passaram a  permanecer mais na escola, cumprindo o horário integral das atividades;
*  O espaço de trabalho foi melhor distribuído, principalmente com a divisão do setor administrativo com o espaço para os professores e secretaria;
*  Registro dos casos de indisciplina escolar pela direção para melhor ter um parecer sobre a indisciplina escolar;
*  Maior registro dos eventos realizados pela escola, favorecendo nosso arquivo de memórias;
*  Maior participação dos pais em reuniões escolares, sem a necessidade de estar promovendo sorteios para que estes estivessem na escola; etc
        Ainda não chegamos ao ideal, entretanto estamos mais motivados para dar continuidade ao que já foi iniciado, necessitamos porem da participação efetiva de todos os envolvidos.
        Nossa gestão buscou um novo olhar sobre a educação, partindo do envolvimento do alunado, dos funcionários e da participação da família onde as tomadas de decisões foram melhor socializadas com toda esfera educativa. Acreditamos que conseguimos muitas coisas...
        Para o ano de 2010 estaremos tentando não somente dar continuidade aos trabalhos, más sobre tudo, incorporar ações que venham nos fazer melhores no que fizemos e conquistar o que ainda sonhamos.
        Daí a necessidade de executarmos nossa II Jornada Educativa, momento de reflexão, avaliação e construção de atitudes que permearão nossa prática, nosso Projeto Político Pedagógico de 2010 e nosso comportamento enquanto educadores que estão ativos, vivos e sempre capazes.
        Assim pensamos em 2009, resgatando os valores da escola, com o tema Uma Escola Viva e Capaz, chegamos muito longe e acreditamos que com o desenvolvimento de nossos projetos para 2010 daremos um salto muito significativo para nossa escola e porque não para nossa comunidade.
       O tema proposto surge da observação que fizemos sobre as varias concepções de educação que permeiam o ambiente escolar, pois convivendo juntos funcionários, professores, alunos e comunidade, chegamos a nítida realidade que muitas vezes não nos entendemos, ou seja, não possuímos a mesma filosofia que embasa os reais objetivos da escola.
       Nossa escola possui uma ótima equipe, que isso fique bem claro, mas não é, nem nunca será a ideal, pois nunca seremos a excelência, partindo do pressuposto de que sempre estamos aprendendo a sermos melhores.
       Em alguns momentos observamos professores com atitudes que não condizem com os objetivos da escola, funcionários que não se comprometem com suas obrigações, alunos que não compreendem ainda a importância de seus estudos e famílias totalmente distantes da escola.
      O que mais nos chamou a nossa atenção foi justamente a parceria família e escola, tivemos vários casos em que os pais iam ate a escola com idéias totalmente distorcidas sobre o que realmente prega a escola. Em suas falas estava claro que a escola falava uma língua e eles outra, ou seja, como propor uma parceria onde a família esteja presente e realmente confiem seus filhos em determinada escola se não se entende qual verdadeiro objetivo.
      Como também fazer um professor ser comprometido com sua profissão? Um vigilante, ou um serviços gerais compreender que todas suas atitudes devem permear por atitudes que exemplifique atitudes educativas? Afinal nesse ambiente somos todos educadores? E como trabalhar com a questão de que a equipe ensina e testemunha uma educação que em casa é desconstruída?
     Não são apenas questões, são desafios...
     Entendemos que ninguém é igual a ninguém, nem deve. Entretanto nos deparamos com a questão de que, ate quando minhas atitudes diferenciadas me distanciam da homogeneidade, do coletivo comum, ate quando minha atitude esta sendo de ajudar ou de atrapalhar?
      Nossa escola almeja a formação de individuas críticos, humanos e acreditamos que é no exemplo família que poderemos atingir esses objetivos.
      Como falar a mesma língua, ser entendido e ser respeitado?
Quando exercemos atitudes referentes a sentimento de amor, de solidariedade, de dedicação, vem logo o exemplo família. Por isso que pensamos que dessa forma poderemos melhor ainda mais nossas ações no espaço escolar.
      Surge ai nosso tema gerador para os trabalhos e 2010. “ Maravilha é minha família !”
      Ser compreendido, respeitado e motivado, esses são nossos princípios, se realmente desejamos uma Escola Viva e Capaz e no exemplo e no clima de família e pensamos conseguir.
      Mas realmente qual o significado de família?
      A família é unidade básica da sociedade formada por indivíduos com ancestrais em comum ou ligados por laços afetivos. Pode ser tambmem a representação de  um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições. Portanto somos motivadores, somos exemplos.
      O fato de sermos influenciados e de influenciarmos os outros nos faz responsáveis pelo futuro de nossos alunos,
      A essa influencia chamo de motivação, conceituando teremos: Motivação (do Latim movere, mover) designa a condição do organismo que influencia a direção (orientação para um objetivo) do comportamento. Em outras palavras é o impulso interno que leva à ação. Assim a principal questão da psicologia da motivação é "por que o indivíduo se comporta da maneira como ele o faz?" (Rudolph, 2003).
      Somos uma família, em vários sentidos porque convivemos juntos: alunos, professores, funcionários, pais...e para isso através da motivação,da valorização e do diálogo entre nossas famílias nos comprometemos a vivenciar mais as relações na escola e acreditamos que assim os objetivos educacionais serão atingidos, pois a família de alunos, de professores, de funcionários, de pais e da comunidade Alto da Maravilha é uma Maravilha!
      Nossa Jornada Educativa acontecerá de 04 a 05 de março de 2010.
      A todos um ótima Jornada !
 

 
 


FESTA DOS ANIVERSARIANTES DA ESCOLA CÂNDIDO FÉLIX 2009 E 2010
1º SEMESTRE 2009

 
2º SEMESTRE 2009



1º SEMESTRE 2010
 
 
 

 
 2º SEMESTRE 2010



ANIVERSÁRIO DA ESCOLA CÂNDIDO FÉLIX MARTINS - 1969 a 2009
40 ANOS DE HISTÓRIA


1.1 Homenagem a Escola Cândido Félix Martins
 
 
Marcando os passos do passado sendo guerreiro da educação
Com as lembranças já vividas de grandes momentos de colação
Homens, trabalhadores, homens vitoriosos, homens humildes
Buscando sempre o que é melhor sem a espera de convites
Vitimas do preconceito por ser de periferia
Mas sempre estampando em seus ares uma grande alegria
A certeza do dia a dia sendo carregada de otimismo
Nas mãos de um povo forte honesto e nativo
Se por alguém não é vivido
Por muitos não é esquecido
Vivencias desse povo matriculado nesse lugar
Candido Félix impulsiona progresso pra quem aqui chegar
Busca a cada dia promover o futuro com sucesso
Pelas mãos dos profissionais que aqui se aglomeram
Suas habilidades de educadores sempre demonstrando progresso
O passado não é só história mais sim cultura viva
È Roda do Palmeira, é escola de samba, é grupos de pagode
Grupos que sempre estão na ativa
Exemplos de manifestações que se cultiva
E graças a Deus que nenhuma se intimida
É o bate papo de rua, é a conversa de vizinha
O menino que vira senhor, a menina que vira mãe e rainha
O aluno que vira doutor
E a comunidade que do Alto se Maravilhou
São grandes seus feitos, por essa terra que Senhor do Bonfim admira
Tendo a benção do maior santo, dessa terra querida
Exemplo de união és alunos do Mutirão
És forte, corajoso e procura gratidão
Ao nascer descemos para o centro da cidade
Buscando o progresso aprendido na lição
Se vivo propaga o aprendizado
Se morto busca caminhos de elevação
E ao lado da Escola no Cemitério de São Lazaro
Descansa sempre com os irmãos, tendo se realizado
Conquistado seu diploma de cidadão e por todos sendo amado.
Escola Candido Félix, nossa eterna reconhecimento
Por contribuir para o progresso dessa terra em desenvolvimento
È de cima de um monte, nessa escola tão importante
Que gritamos com orgulho nosso futuro se expande
Viva escola Candido Félix nosso grande diamante
São 40 anos de contribuição pra essa cidade virar gigante.
 
José Carlos Reis Feitosa - Diretor

 
Quem é a Cândido Félix?
 
       A Escola Cândido Félix fundada em 25 de Outubro de 1969 foi uma das primeiras escolas construídas em bairros periféricos da cidade de Senhor do Bonfim, com o objetivo de atender as crianças que moravam mais afastadas do centro da cidade.
       Em sua fundação contou-se com o Estado como sendo seu principal órgão mantenedor e este manteve-se vinculado por  30 anos, findando-se no ano de 1999, de acordo a portaria 3358/99 publicado no Diário Oficial. Após essa data a  Escola passou a ser administrada pelo Município uma vez que o Estado ficou apenas na responsabilidade de gerenciar o Ensino Médio e os municípios  ficaram com o Ensino Fundamental.
      Hoje nossa escola conta com um número de 475 alunos, matriculados da 3ª  a 8ª série do Ensino Fundamental, e com uma equipe formada por 42 profissionais.
 
CRONOGRAMA
 
 
ETAPA
 
PERÍODO
 
ATIVIDADE
 
 
RESPONSÁVEL
24/08 a 16/10
Atividades de pesquisa bibliográfica e coleta de informações
Professores, alunos, funcionários e pais
01/09 a 17/10
Estudo do material para apresentação e construção de material para exposição
Professores e alunos
 
01/10 a 17/10
Construção do memorial da Escola (monografia da escola); Tema: “Escola Cândido Félix, sua Trajetória na Educação Bonfinense”
Professores
 
19/10
Exposição para a comunidade; Tema: “Conhecimentos construídos e vividos com o tempo”
Professores, alunos,funcionários
22/10
Gincana Estudantil
Professores, alunos,funcionários e pais
25/10
Passeada para homenagear a escola. Tema: “Escola Viva e Capaz”
Professores, alunos,funcionários e pais
 



 

 

I JORNADA EDUCATIVA DA ESCOLA CÂNDIDO FÉLIX MARTINS - SR.DO BONFIM

sábado, 14 de março de 2009



I JORNADA EDUCATIVA DA ESCOLA MUNICIPAL CÂNDIDO FÉLIX MARTINS FOI UM SUCESSO !!

De 02 a 06 de março aconteceu a I Jornada Educativa da Escola Cândido Félix, momento em que todo corpo funcional da escola iniciou suas atividades com a oportunidade de reflexão sobre suas praxes e sobre a atual situação em que se encontra a escola.
A nova gestão escolar encontrou vários desafios na escola, desafios que vão desde a infra-estrutura que a mais de 5 anos não tem reforma, alguns vícios por parte de funcionários e a indisciplina que é manifestada principalmente na destruição do patrimônio escolar pelos alunos. Encontrou uma escola sem vida, triste e desacreditada.
No ano de 2007 a escola contava com 600 alunos matriculados, em 2008 com 400 e até 02 de março só tínhamos 320 alunos, hoje após a I Jornada e a matrícula aumentou para 450 alunos. “tivemos que correr feito doidos para matricularmos alunos em meio ao início do ano letivo e a I Jornada acontecendo” diz José Carlos R.Feitosa-Diretor da Escola.
Todo resultado foi compensador e os objetivos foram alcançados, estamos felizes com os resultados significativos. Conseguimos com o tema da Jornada, “Escola Viva e Capaz”, tema gerador também para os trabalhos da atual gestão nos próximos 2 anos, iniciar nossos questionamentos e já incorporar em cada funcionário e em cada aluno esse tão necessário sentimento que é o prazer em estar na escola e sentir-se parte integrante de todo processo educativo.
Foi assim que foram reunidos, professores, secretários, tarefeiras, vigilantes, merendeiras e juntos ouvimos as palestras, os questionamos e os debatemos com os seguintes temas: O ECA e a Escola, A importância do Projeto Político Pedagógico na Escola, Ética Profissional no Ambiente Educativo, A diversidade na escola (Respeito as Diferenças), Escola Viva e Capaz, etc.
Tivemos como palestrantes: Professora Veronildes (Rede Municipal), Professora Benilde (Campo Formoso-Ba), Valdênia (Secte-Sr.doBonfim), José Carlos (Diretor da escola).
Finalizamos nossos trabalhos com um maravilhoso café da manhã para todos os funcionários, uma chá das cinco e um café da noite. Foi uma maravilha!
Todos estão de parabéns !

POSSE DOS NOVOS DIRETORES ESCOLARES NO MUNICIPIO DE SR.DO BONFIM-BA

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Aconteceu ultimo dia 05 de fevereiro a posse dos novos diretores das escolas Municipais de Senhor do Bonfim, momento que contou com varias autoridades e a presença do Exmo. Prefeito Municipal.
Tanto a Secretaria de Educação Professora Lilian da Silva Teixeira quanto o Prefeito Paulo Batista Machado, atraves de suas falas agradeceram os antigos diretores que estavam saindo e parabenizaram os novos com seus discussos batante eloquentes.
Foi uma noite maravilhosa! resta-nos agora vivenciarmos nossas práticas contando sempre com o apoio desse equipe que faz a educação acontecer e do Governo que cuida da nossa gente!
Parabéns a todos !

CONSELHOS ESCOLARES UMA NECESSIDADE !

sábado, 24 de janeiro de 2009

PROJETO DE LEI Nº 1785/1999
A participação popular tem ao longo dos anos apresentado conquistas significativas. Todo processo de evolução ao qual nos encontramos, seja na área da saúde, segurança, moradia e educação surgiu nas lutas sociais envolvendo inicialmente uma minoria de participantes.
A busca da qualidade de vida perpassa primeiramente pela melhoria da qualidade da educação e as conquistas nessa área não deve ser sempre pauta somente dos professores e sim de todos os membros da comunidade escolar. Por isso a necessidade da participação coletiva, das opiniões, sugestões, forças, engajamentos de todos em prol da qualidade.
Os Conselhos escolares surgem como uma forma organizada de participação nas decisões da escola, garantindo o pleno desenvolvimento e melhoria do fazer educacional. Assim a democracia se consolidaliza no espaço de convivência, fazendo com que os educandos presenciem desde cedo a melhor das formas de legitimação dos direitos e deveres a partir do ambiente escolar.
O decreto 1785 vem legalizar essa participação popular no âmbito educacional. Assim nossas escolas terão voz não só nos espaços acadêmicos físicos, mas no âmbito educacional municipal, estadual, federal e mundial. Todavia para que isso realmente venha a acontecer não basta o decreto por si só, é preciso antes de mais nada, que o sistema ao qual a escola se insere, perceba essa necessidade e busque efetivar as ações em que o papel do gestor não seja apenas o de mero idealizador e centralizador do burocratismo e do autoritarismo presente nas escolas, dando um sentido dinâmico a função do gestor.
Cada membro da escola pode e deve colaborar!
Assim, o gestor não mais verá o professor como sendo apenas alguém a ser cobrado obrigações e sim um colaborador no processo de gestão de recursos, de pessoas e sobre tudo de aprendizagens.
Segundo (Heloisa Luck, 1998), “ O mais comum é a queixa de diretores escolares, de que “ tem que fazer tudo sozinhos”, que não encontram nem apoio, nem eco “para o trabalho da escola como um todo, limitando-se os professores as suas responsabilidades de sala de aula” e muitas vezes, “nem mesmo assumem responsabilidade por fazer bem seu trabalho de sala de aula””.
O gestor também não mais verá os pais como participativos nas questões que limitam apenas a disciplina dos filhos e sim como colaboradores em todo processo educacional e os demais funcionários se sentirão mais importantes quando suas opiniões estiverem presentes nas ações da escola.
Em fim, todos pela escola, assim começa a democracia !

 

Posse dos diretores eleitos

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Está programado para proximo dia 05 de fevereiro a posse dos novos diretores eleitos das Escolas Municipais de Senhor do Bonfim.

COLÉGIO CÂNDIDO FÉLIX COM NOVA DIREÇÃO

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008


Aconteceu ultimo dia 08 de dezembro a eleição para diretores das escolas municipais de Senhor do Bonfim. Varias escolas tiveram chapas apresentadas com planos de gestão apreciados pela comunidade escolar. Dessa forma professores, alunos, pais, funcionários e comunidade escolheram os novos diretores escolares.
O Colegio Candido Felix teve duas chapas concorrendo e a chapa do professor Jose Carlos Reis Feitosa foi a vencedora na Escola.
Chapa que intitula-se: Um novo tempo se faz, escola viva e capaz !
Gestor: José Carlos Reis Feitosa
Vices: Karla Andréa e Solene Martines
A todos muito obrigado pela confiança a nós depositada ! (diz José Carlos )

Gingle: Um novo tempo já se faz, escola viva e capaz.

Vote, vote
Na chapa do 18
Vote, vote que educação
É pra todos
(BIS )

Um novo tempo já se faz
Escola viva e capaz, vamos lá, lá, lá, lá, lá
Um novo tempo já se faz
A escola vai melhorar
Á, á , á, a, á, á

Vem votar, Zé Carlos é D+
Vote e acredite vai melhorar
Vem votar, Zé Carlos é D+
Vote e a credite
 

ESCOLA ATIVA NA ATIVA

domingo, 7 de dezembro de 2008


O Programa Escola Ativa na Bahia realiza de 01 a 12 de dezembro-2008 em Feira de Santana, formação na Proposta metodológica do Programa para os supervisores de toda a Bahia. Na primeira semana participaram vários cursistas e espera-se para a segunda turma muito mais.
A proposta é apresentar aos supervisores municipais a nova concepção do Programa que deixa de atuar como projeto.
Tiveram como formadores os supervisores: CLENILDO, CLÉLIA, JÂNIO, JOSÉ CARLOS E RAFAEL e como Palestrantes: Cristiana, Marlize e Valuza.

Mudanças significativa que vem fazer do Programa algo mais consistente e mais real, ou seja a Escola Ativa passa agora a incorporar a Educação do Campo, dentro de uma política pública voltada a essa especificidade.
É preciso entender que a Educação do Campo – diz respeito à luta popular pela ampliação, acesso, permanência e direito à escola pública de qualidade. É direito social e política pública.
NO CAMPO: as pessoas têm direito a ser educadas no lugar onde vivem;
DO CAMPO: O povo tem direito a uma educação pensada desde o seu lugar e com sua participação, vinculada a sua cultura e suas necessidades humanas e sociais.
Muitas foram as mudanças para o Programa:
Incorporação da Escola Ativa à Educação do Campo;
Guias não serão mais guias e sim cadernos de Ensino Aprendizagem;
Governo estudantil passa a ser Gestão democrática;
Cantinhos passam a ser agora por área do conhecimento com a interdisciplinaridade e muldisciplinaridade presente;
Incorporação à Gestão democrática dos Conselhos Escolares.
A todos boa formação !